Pazolini lança programa de erradicação da extrema pobreza em Vitória

0
2
Solenidade de assinatura do Programa Renda Mínima. Foto: Elizabeth Nader

Por Felipe Mansur

Uma vida mais digna para mais de 5 mil famílias em situação de vulnerabilidade social. Um programa que garantirá o acesso delas a uma alimentação de qualidade e suficiente para o ano todo, reduzindo as desigualdades sociais na cidade. Foi lançado, na quinta-feira 2, pelo prefeito Lorenzo Pazolini, o “Vix + Cidadania”, que beneficiará todas as famílias de Vitória em extrema pobreza.

O foco são as famílias que vivem com renda per capita de até R$ 105,00. Para serem beneficiadas, devem possuir o Cadastro Único (CadÚnico) atualizado, prioritariamente não serem contempladas pelos programas federais de transferência de renda e cuja situação de vulnerabilidade as coloca em risco de violações de direitos e violência.

O benefício mensal de R$ 105,01, por pessoa, será concedido com cartões magnéticos, do tipo vale-alimentação, para aquisição de alimentos, materiais de higiene pessoal e gás de cozinha. O investimento é de R$ 13,6 milhões e terá a capacidade de atender 5.424 famílias em situação de extrema pobreza e pobreza.

O prefeito Lorenzo Pazolini destacou que Vitória será a única Capital no país a erradicar a extrema pobreza: “Esse é o mais robusto plano da assistência social no Estado. Esse programa é o fruto de toda essa reorganização financeira implementada no município. É algo inédito no país. Nenhuma cidade adotou uma política pública dessa magnitude para alcançar esse número de famílias em um único município”, reforçou.

De acordo com a secretária da Assistência Social, Cintya Schulz, esse valor do Vix+Cidadania é baseado na legislação federal, que estipula que famílias que vivem com renda per capita inferior a R$ 105,00 vivem em extrema pobreza e, também, em insegurança alimentar e nutricional.

PUBLICIDADE