Os guardiões da história de olho no futuro em Cariacica-Sede

Moradores que fazem parte da história do bairro comemoram obras anunciadas pela Prefeitura de Cariacica

0
26
Ângela Rocha Pina, de 73 anos, faz parte da história de Cariacica-Sede. Foto: Claudio Postay

Por Joviana Venturini

A aposentada Ângela Rocha Pina, de 73 anos, faz parte da história de Cariacica-Sede. Ela nasceu e foi criada no bairro, casou-se na Igreja Matriz de São João Batista e ali criou seus dois filhos. Ela trabalhou durante 32 anos na Unidade Básica de Saúde (UBS) como auxiliar de serviços médicos. Foi por meio de suas hábeis mãos de vacinadora que milhares de crianças foram imunizadas contra tuberculose, coqueluche, poliomielite e hepatite. Ela era também umas das profissionais que faziam o teste do pezinho nos recém-nascidos do bairro. A aposentada recebeu com alegria a notícia de que a edificação será reformada pela Prefeitura de Cariacica.

E é ali na praça, de frente para a Matriz, construída há 170 anos, que encontramos alguém que sabe tudo da história do bairro. Sancler Rosetti, 56 anos, é pedagogo, arte-educador, pesquisador e artista plástico. Desde que nasceu, ele mora em Cariacica-Sede, numa casa bem preservada, de onde vê toda a movimentação dos moradores.

É ali que o artista multitalentoso guarda as suas obras de arte. Muitas delas mostram o congo, patrimônio cultural do município, e paisagens da cidade. Sancler trabalha no Centro Cultural Eduartino Silva, que foi o antigo prédio da Câmara Municipal e do gabinete da prefeitura. É neste espaço que o prefeito Euclério Sampaio despacha uma vez por semana, atendendo diretamente moradores.

Délio Ferreira, 63 anos, neto de Agostinho Antônio Ferreira, primeiro intendente (como se fosse um prefeito da época) da Vila de São João Batista de Cariacica, no final do século XIX, nasceu na residência onde vive até hoje, pelas mãos da histórica parteira Viena Guterrez. Carlos Délio é do tempo em que as ruas de Cariacica-Sede eram cobertas de pedra-sabão e reconhece que não tem como barrar a modernidade das novas pavimentações, que tanto beneficiam os moradores.

PUBLICIDADE