Inaugurada a primeira etapa da recuperação da restinga de Camburi

O diferencial do projeto de recuperação da restinga é o uso de uma técnica inédita no Brasil

0
11
Plantio de mudas de restinga na praia de Camburi. Foto: Divulgação/PMV

Por Edlamara Conti

Um plantio coletivo de mudas nativas marcou a inauguração da primeira etapa da recuperação da restinga de Camburi. A ação foi conduzida pelo prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini, e acompanhada por lideranças comunitárias, representantes de organizações ambientais e da empresa Vale, parceira no projeto de revitalização do bioma costeiro.

“Nosso compromisso é construir de maneira coletiva, ouvindo a sociedade civil, integrando as esferas federal, estadual e municipal, sem crenças ideológicas, mas olhando para frente, dando a resposta às demandas da sociedade. Só assim vamos avançar, com desenvolvimento sustentável, ambiência favorável aos negócios e benefícios para toda a população”, destacou Pazolini.

O diferencial do projeto de recuperação da restinga é o uso de uma técnica inédita no Brasil. As novas áreas cercadas são cobertas com plantas nativas rasteiras e recebem mosaicos, que são canteiros de arranjos florísticos, formados por diferentes espécies típicas do bioma, incluindo plantas frutíferas, como pitangas e araçaúnas. Tudo muito bem estudado para garantir autenticidade, diversidade, beleza e vida longa ao ecossistema da praia.

Entre o Píer de Camburi e a avenida Adalberto Simão Nader já foram montados 200 mosaicos, de 28 composições (modelos) diferentes, representando o plantio de 1.300 mudas herbácias, arbustivas e arbóreas, além de milhares de ipomeias (vegetação rasteira) e a reintrodução de cerca de 40 espécies que haviam desaparecido da orla. No evento foram plantadas bromélias, aechmeas, guriri, clusia, batinga, guapira, ervilha da praia, entre outras.

PUBLICIDADE