Igreja e Residência dos Reis Magos serão restauradas

O projeto será viabilizado por meio do edital Resgatando a História, do BNDES, em parceria com a EDP e o Instituto Cultural Vale, e receberá apoio, também, da Biancogres

0
8
Foto: Divulgação

Um dos bens culturais mais importantes do Espírito Santo, a Igreja dos Reis Magos, em Nova Almeida, na Serra, e seu anexo, a Residência dos Reis Magos, ganharão projeto de restauro e readequação. O projeto será viabilizado por meio do edital Resgatando a História, do BNDES, em parceria com a EDP e o Instituto Cultural Vale, e receberá apoio, também, da Biancogres.

O anúncio do início das obras de restauro e readequação da Igreja e da Residência dos Reis Magos foi feito na quinta-feira 31, em Nova Almeida, com as presenças do arcebispo de Vitória, Dom Dario Campos; prefeito da Serra Sergio Vidigal; a presidente do Instituto Modus Vivendi, Erika Kunkel; a superintendente do IPHAN-ES, Elisa Machado Taveira; o diretor de Distribuição da EDP no Espírito Santo, Fernando Saliba; e o diretor do Museu Vale, Ronaldo Barbosa, representando o Instituto Cultural Vale.

Sergio Vidigal ressaltou que Nova Almeida “foi palco de momentos que fazem parte da história do Espírito Santo. A assinatura desta Ordem de Serviço foi um momento importante porque é o início de um trabalho de resgate e valorização do equipamento religioso e da história da Serra. Nós desejamos que, a partir desse restauro, sejam abertas novas portas e oportunidades que vão potencializar os investimentos no turismo histórico e religioso”.

A recuperação deste valoroso símbolo católico prevê a construção de um centro de interpretação e obras de restauro e conservação. Contará, ainda, com um trabalho criterioso que envolve estudos do patrimônio histórico, projetos de expografia e adequações necessários para o uso moderno dos monumentos, incluindo a acessibilidade. O arrojado Centro de Interpretação, planejado para dar ao monumento uma linguagem nova, mais interativa, permitirá ao público conhecer melhor a história da passagem dos jesuítas no Estado do Espírito Santo e dos aldeamentos do Brasil.

PUBLICIDADE