Assembleia faz homenagem ao fotógrafo Tonico

Foi com 12 anos que Tonico pegou uma câmera pela primeira vez. De lá até aqui, são mais de 60 anos registrando momentos históricos do Espírito Santo

0
22
Antônio Carlos Sessa, o Tonico. Foto: Acervo Pessoal

Como diz Sebastião Salgado, “quem não gosta de esperar, não pode ser fotógrafo”. É necessário paciência e um olhar certeiro para captar um momento em um segundo e eternizá-lo para as próximas gerações. No Dia Mundial da Fotografia, a Assembleia Legislativa fez uma homenagem ao supervisor do Centro de Memórias e Bens Culturais, Antônio Carlos Sessa, o Tonico, há 23 anos na Casa de Leis. Tonico é a pessoa ideal para sentar, tomar um café e ouvir uma boa história com aquele humor característico que só ele tem.

Foi com 12 anos que Tonico pegou uma câmera pela primeira vez. De lá até aqui, são mais de 60 anos registrando momentos históricos do Espírito Santo, desde visitas de grandes personalidades, retratos do crescimento econômico e da paisagem tornando-se mais urbanizada, além da cobertura de mandatos de seis governadores diferentes, inúmeras formaturas e mais de mil casamentos.

Para esse dia mais que especial, as fotos foram tiradas e selecionadas pelo próprio Tonico, mostrando um pouquinho do seu precioso acervo:

1 – O ex-presidente da África do Sul e vencedor do Prêmio Nobel Nelson Mandela em visita ao Estado, em 1991. Passou três dias no Espírito Santo com a esposa. Mandela discursou para milhares de pessoas sobre a luta pelo fim da segregação racial, no Estádio Engenheiro Araripe.
2 – O Papa João Paulo II em visita ao Estado, também em 1991. Na ocasião, o pároco celebrou uma missa na hoje conhecida Praça do Papa, e também na região da Grande São Pedro, representando um marco para a urbanização da região.
3 – O governador Albuíno Cunha de Azeredo, um dos primeiros governadores negros do Espírito Santo e que comandou o Estado de 1991 a 1995, em um momento de emoção genuína com a mãe, Dona Normília.
PUBLICIDADE