Vitória tem novo espaço para pessoas em situação de rua

Pessoas em situação de rua passam a contar com um novo espaço de acolhimento na capital

0
20
Foto: Jansen Lube Prefeito Lorenzo Pazolini mostra uma das acomodações do Serviço de Acolhimento Emergencial Transitório

Por Andreza Lopes

Pessoas em situação de rua passam a contar com um novo espaço de acolhimento na capital. O Serviço de Acolhimento Emergencial Transitório, inaugurado na terça-feira 13, no bairro Itararé, funciona 24 horas e terá capacidade de atender 40 pessoas, além de oferecer atendimento psicossocial.

O prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini, pontuou a importância desse novo espaço para garantia dos direitos desse público: “A atitude do poder público deve ser, primeiramente, dialogar, de ter a humildade de ir até aquele que hoje nada tem ou que está em um momento de flagelo social e estender a mão. Mais que isso, estender o coração para cuidar das pessoas, para ouvir o que cada cidadão tem a dizer. Aquele que está em situação de rua vai ter seu ato de cidadania restaurado e sua vida ressignificada neste espaço. Tenho certeza que teremos homens e mulheres que serão acolhidos e que escreverão um novo futuro“.

Esta ação reforça o compromisso do prefeito com o público mais vulnerável em nossa cidade. O Serviço de Acolhimento Emergencial é uma importante entrega para a cidade. Quarenta pessoas em situação de rua terão abrigo, higienização e alimentação e serão acolhidas por nossas equipes com atendimento psicossocial“, salientou a titular da Secretaria de Assistência Social de Vitória, responsável pelo desenvolvimento do projeto, Cintya Schulz.

Atualmente, a rede de acolhimento na capital conta com oito equipamentos para abrigar pessoas em situação de rua, dispondo de 155 vagas. Com a inauguração do novo espaço, esse número sobe para 195.

Luta

A promotora de Justiça Sandra Ferreira, representante do Ministério Público do Espírito Santo, destacou que participar da inauguração do espaço representa muito, uma vez que se trata de uma luta constante do órgão. Ela reforçou, ainda, que essas pessoas carecem de atenção, de acolhimento e de políticas públicas voltadas para elas, e que, por isso, é um momento de muita satisfação para o Ministério Público, por retratar a sensibilidade da gestão pública e o cuidado com os seus moradores.

É muito relevante para o Ministério Público saber que Vitória é uma cidade acolhedora e que pensa em todos em situação de vulnerabilidade social. Ver a inauguração deste equipamento, para nós, é acreditar que mudanças acontecem e que a nossa sociedade pode ter dias melhores. Enfrentar uma pandemia na rua é uma situação muito delicada, e aí nós vemos que esse equipamento vem preencher uma lacuna para essas pessoas“, afirmou a doutora Sandra.

Serviço

O espaço conta com ambiente para repouso, camas, acomodações, guarda de pertences, lavagem e secagem de roupas, higiene pessoal e vestuário. Os banheiros estão equipados com vasos sanitários e chuveiros, sendo um adaptado para pessoas com deficiência. A gestão do espaço será feita pela Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA), que é parceira de Vitória no desenvolvimento dos trabalhos de assistência social. O ambiente é humanizado, com os atendidos sendo tratados com hóspedes. O serviço desenvolvido é de hotelaria. Foi estruturada uma cozinha industrial para o preparo dos alimentos no próprio local. Serão servidas quatro refeições diárias: café da manhã, almoço, lanche da tarde e jantar. Os acolhidos terão acesso ao acolhimento por meio de encaminhamentos feitos pelo Serviço Especializado em Abordagem Social, assim como por outros serviços.

PUBLICIDADE