Vitória não realizará festa de Réveillon

A decisão foi anunciada durante entrevista coletiva com as presenças da secretária municipal de Saúde, Thais Cohen; e do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Erick Musso

0
4
Foto: Divulgação/PMV

Seguindo a tendência nacional por causa da nova variante do coronavírus, a Ômicron, o prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini, depois de ouvir autoridades sanitárias e especialistas na área da saúde, cancelou a festa de Réveillon na Capital. A decisão foi anunciada durante entrevista coletiva com as presenças da secretária municipal de Saúde, Thais Cohen; e do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Erick Musso.

“Nos últimos dias me reuni com a secretária de Saúde, Thais Cohen, com o infectologista Lauro Ferreira Pinto, e com a diretoria do Conselho Regional de Medicina (CRM) para entender melhor o cenário da pandemia com a nova variante Ômicron. Diante do legado que já alcançamos, com o avanço da imunização na Capital, o retorno das aulas presenciais, a retomada da economia, o mais prudente, neste momento, é não realizar festejos de Réveillon. Nossa prioridade é preservar a vida e a integridade física da população”, destacou Pazolini.

Continuando, o prefeito disse que “ainda em dezembro nos reunimos e definimos que o foco da gestão seria a vacinação. Continuamos a tomar decisões baseadas nas evidências científicas e técnicas. Vamos preservar vidas. Com base nisso decidimos que não vamos realizar nenhuma atividade que gere aglomeração. Não é uma decisão fácil, mas o momento incerto com a chegada da nova variante exige cautela e essa decisão do gestor público”.

A secretária de Saúde, Thais Cohen, falou sobre o cenário do município: “Vitória é destaque nacional na vacinação contra a covid desde o início da campanha. Mais de 100% da população adulta está imunizada com duas doses da vacina, temos 86% dos idosos com as três doses já aplicadas e 86% dos adolescentes com a primeira dose do imunizante. Nosso cenário epidemiológico está estável. E a chegada da variante nos coloca em cenário de incerteza. Nosso momento é de cautela e por isso precisamos prezar por esse equilíbrio”.

PUBLICIDADE