Vitória firma parceria para compartilhamento de dados com a PRF

A parceria estabelece um intercâmbio de conhecimentos, informações, dados e tecnologias, com o intuito de desenvolver ações voltadas ao enfrentamento da violência e da criminalidade e à segurança viária, na Capital

0
10
O prefeito Lorenzo Pazolini comemorou as parcerias que trazem benefícios tanto para os moradores, quanto para os turistas e passantes da capital. Foto: Leonardo Silveira

Por Andreza Lopes

Vitória terá compartilhamento de dados com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), numa parceria entre os sistemas Cerco Inteligente e Alerta Brasil, para combater o crime. O Acordo de Cooperação Técnica foi firmado na terça-feira 15, na Sala de Reuniões da Prefeitura de Vitória, em Bento Ferreira. A parceria estabelece um intercâmbio de conhecimentos, informações, dados e tecnologias, com o intuito de desenvolver ações voltadas ao enfrentamento da violência e da criminalidade e à segurança viária, na Capital.

“Momento de felicidade por disponibilizarem para Vitória mais uma ferramenta tecnológica para combater a criminalidade. Essa parceria tem contribuído para reduzir índices de violência no trânsito, como de vítimas letais, que reduzimos em 15% no ano passado. A Guarda Municipal vem fazendo ações de fiscalização em todo o município. Em 2022, temos mais ainda a comemorar, por termos 50% de redução dos homicídios na Capital, dado expressivo graças a essas parcerias, essa integração entre instituições de segurança”, destaca o secretário municipal de Segurança Urbana, Ícaro Ruginski.

O sistema Alerta Brasil 3.0 será o modelo compartilhado de fiscalização e de policiamento, por meio da integração regional de sistemas de monitoramento e bases de dados de órgãos de segurança pública, de trânsito e afins, criando novos modelos de policiamento e padrões de inteligência para mapeamento, acompanhamento e flagrante de ações correlacionadas à mobilidade do crime.

Na prática, a PRF permite que a Guarda Civil Municipal faça consulta à plataforma e análise dos dados captados pelo Alerta Brasil 3.0, com a Guarda permitindo o acesso ao reconhecimento de placas de veículos, dados e imagens do sistema Cerco Inteligente, utilizado pela Central Integrada de Operações e Monitoramento da GCMV.

“Essa ferramenta, essa cooperação, trazem capacidade de atuação para a Guarda Civil Municipal. Vamos conseguir antever muitos crimes, vamos retirar violência de crimes como latrocínio, por nos antecipar. Só se faz isso com inteligência, que é o que têm essas ferramentas Alerta Brasil e Cerco Inteligente. Que a gente consiga crescer como instituições juntas”, garante o superintendente da Polícia Rodoviária Federal no Espírito Santo, Amarílio Boni.

PUBLICIDADE