União autoriza cessão do Complexo Cultural Carmélia Maria de Souza para o Governo do Estado

A partir da assinatura do Contrato de Cessão, o Governo do Estado iniciará as obras de recuperação do espaço

0
3
Foto: Divulgação

Foi publicado na sexta-feira 1º, no Diário Oficial da União, a Portaria 11.794, que autoriza a cessão do Complexo Cultural Carmélia Maria de Souza, em Vitória, para o Governo do Estado. A formalização do contrato de cessão deverá ocorrer nos próximos dias. A partir da assinatura do Contrato de Cessão, o Governo do Estado iniciará as obras de recuperação do espaço.

Com a posse do prédio, iniciarão as intervenções no telhado e forro e a limpeza do local. Na sequência, serão contratados os projetos para a reforma interna visando à transferência da Rádio Espírito Santo AM, que funcionará integrada com a TVE, já localizada no imóvel. A reforma interna também contemplará o teatro, possibilitando seu uso para espetáculos e eventos culturais, como também com transmissões pela equipe de comunicação oficial do Governo.

A secretária de Estado de Turismo, Lenise Loureiro, ressalta que o Carmélia, assim como o Saldanha da Gama, são referências do projeto da Cidade Administrativa. “O território do nosso projeto tem estes dois espaços históricos como referência da abrangência da Cidade Administrativa. São símbolos de uma ação de recuperação e preservação da história não só da Capital como do nosso Estado”, frisa.

Segundo a Portaria 11.794 da secretaria de Coordenação e Governança do Patrimônio da União, o prazo de cessão de uso será de cinco anos, a contar da data da assinatura do contrato, podendo ser prorrogado por sucessivos períodos. Cabe ao Governo do Estado fazer as intervenções necessárias para a restauração do prédio, bem como do Teatro José Carlos de Oliveira, que integra o Complexo Cultural Carmélia Maria de Souza, devendo o cessionário reformá-lo e equipá-lo para que volte a receber espetáculos, além de possibilitar a sua ocupação em atividades culturais, para atendimento ao público.

PUBLICIDADE