Rotina de limpeza pública recebe elogios dos moradores de Vitória

Os serviços, que são realizados diariamente, deixam as vias da região em condições satisfatórias

0
26
Vizinhas acompanham o trabalho dos dos profissionais de limpeza pública e elogiam o serviço

Por Rosa Blackman

A rotina de limpeza pública nos bairros Goiabeiras e Jardim Camburi leva qualidade de vida para os moradores e é elogiada por eles. Os serviços, que são realizados diariamente, deixam as vias da região em condições satisfatórias.

Odalio Gonçalves Coelho, morador de Goiabeiras, costuma acompanhar o trabalho da equipe de limpeza. “Tenho percebido que eles têm período para passar. A varrição tem deixado nossas ruas bem bonitinhas. Parece que tudo está funcionando bem”. A opinião é compartilhada pelo morador Lenilson Barbarioli.“Estou satisfeito. Nossa comunidade é bem atuante. A gente fiscaliza, acompanha e reclama quando precisa. O que estou vendo é que as reclamações feitas pelo 156 são logo atendidas”, ressaltou.

Em Jardim Camburi, a equipe de varrição foi recebida com elogios pelos moradores Maria do Carmo Pinheiros Santos, Sebastião Raimundo dos Santos e Rosângela Passos. “Eu gosto de ver os coletores de lixo passando na porta de minha casa. Eles trabalham direito, cuidando da cidade. Quando o mato começa a crescer, já pode saber que logo eles estarão de volta”, disse a dona de casa Maria do Carmo. A vizinha Rosângela aproveitou o bate-papo no portão de sua residência para lembrar a eficiência do serviço Papa-Móveis: “Já usei o Papa-Móveis e a equipe veio na minha casa no horário marcado. Tudo certinho. Agora, indico para todo mundo que precisa e elogio mesmo”.

Nesta semana, as equipes de limpeza da Central de Serviços também estiveram nos bairros Estrelinha, Grande Vitória, Universitário, da Penha, Inhanguetá, Jardim Camburi e Antônio Honório. Equipes de desinfecção atuaram na Região 2 (Santo Antônio), enquanto as de roçadeiras atuaram no bairro Universitário, na reta do antigo aeroporto; em Nova Palestina e na Praia do Canto. Os garis alpinistas, que são treinados pelo Corpo de Bombeiros para trabalhar em áreas de risco com técnicas de rapel, atuaram em Jesus de Nazareth.

PUBLICIDADE