Rio Branco de Venda Nova é o representante do futebol capixaba em Comissão Nacional de Clubes

A Comissão Nacional de Clubes (CNC) é um órgão estatutário da CBF e de atuação independente

0
63
O presidente do clube, Erivelto Uliana, foi indicado pelo presidente da Federação de Futebol do Estado do Espírito Santo (FES), Gustavo Vieira

Na última sexta-feira 16, em reunião técnica virtual da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o Rio Branco F.C., de Venda Nova do Imigrante, foi escolhido como representante do Espírito Santo na Comissão Nacional de Clubes (CNC) para a temporada de 2021. O presidente do clube, Erivelto Uliana, foi indicado pelo presidente da Federação de Futebol do Estado do Espírito Santo (FES), Gustavo Vieira.

O presidente Gustavo Vieira me indicou à CBF como representante dos clubes da Série D nessa reunião, onde o assunto era o marco regulatório do clube-empresa. Estavam presentes alguns senadores, diretoria da CBF, presidentes de clubes das Séries A, B, C e D. Foi para explicar o que é o Projeto de Lei, que é um divisor de águas no futebol brasileiro. Os clubes que se posicionaram, também viram dessa forma sobre como será bom esse Projeto de Lei entrar em prática”, explicou Uliana.

A FES indicou o Rio Branco F. C. por ser o campeão estadual e confiarmos plenamente no trabalho do presidente Erivelto. Com isso, o Espírito Santo ganha ainda mais representatividade no cenário nacional e acreditamos, de fato, que ele irá representar bem todos os clubes participantes da edição 2021 do Campeonato Brasileiro Série D”, comentou Gustavo Vieira.

A Comissão

A Comissão Nacional de Clubes (CNC), criada em 2015 com o aval das 27 federações estaduais, é um órgão estatutário da CBF e de atuação independente, com histórico de importantes ações em defesa dos seus representados. Constituída por nove integrantes, cinco da série A, dois da série B, um da série C e um da série D, a Comissão Nacional de Clubes tem trabalhado em conjunto com as entidades de administração do desporto, em defesa das reivindicações e dos direitos dos clubes.

PUBLICIDADE