Primeiro dia de “Vitória da Solidariedade” arrecada 1.523 kg de alimentos

As doações podem ser entregues no estacionamento da prefeitura, entre 8h e 17h, assim como nos postos de vacinação contra a covid-19

0
20
Parte das doações foram feitas por organizações corporativas

Por Renata Zacaroni
A empatia está em alta na Capital. No primeiro dia da campanha ‘Vitória da Solidariedade’, foram arrecadados 1.523 kg de alimentos, 1.576 litros de leite, 35 unidades de material de higiene e 600 kg de bananas da terra. As doações serão destinadas às famílias que sofreram maior impacto em decorrência das medidas restritivas impostas pela pandemia e, também, às instituições com registro nos conselhos de Assistência Social e dos Direitos da Criança e do Adolescente de Vitória.

Gratidão por essas doações e outras que ainda chegarão. Famílias que precisam muito terão o que comer, terão dignidade. Temos que ter cada dia mais empatia pelo próximo, principalmente neste momento delicado que estamos vivendo“, considerou o prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini.

Vitória da Solidariedade é uma iniciativa da Prefeitura complementar às ações da Secretaria de Assistência Social em um período em que as pessoas não têm condições de trabalhar nas atividades que lhes garantiam o sustento. É uma ação totalmente voluntária e percebemos que tem sido aprovada pelos moradores“, diz a secretária de Assistência Social, Cintya Schulz.

Ela lembra que, neste primeiro dia de campanha, que se destina a arrecadar alimentos não perecíveis e materiais de higiene, parte das doações foram feitas por organizações corporativas. “Nossos agradecimentos aos dirigentes corporativos, como a OCB/ES, que se uniram à iniciativa do Município em favor das famílias mais vulneráveis neste momento”, disse.

Como doar
Cintya lembra que as doações podem ser entregues no estacionamento da prefeitura, entre 8h e 17h, assim como nos postos de vacinação contra a covid-19. E acrescenta que as famílias que desejam receber os alimentos não precisam fazer nenhum cadastro. O ‘Vitória da Solidariedade’ soma-se a duas medidas anunciadas para este mês voltadas para as famílias em maior risco social: o Auxílio Municipal Emergencial (AME), no valor de R$ 500,00 em duas parcelas, e a entrega de cestas básicas.

PUBLICIDADE