O adeus a Gildo Gomes, presidente do Sindilegis

Ele estava internado desde o dia 21 de março, em Cariacica, e seu quadro clínico apresentou piora, levando à intubação

0
51
Gildo Gomes estava internado desde 21 de março e faleceu na manhã desta sexta-feira 08, em decorrência de complicações da doença. Ele foi vereador na Serra

Por Silvia Magna
Sepultado hoje 09 no Cemitério Jardim da Paz, no município, vitimado em decorrência de complicações da covid-19, o ex-vereador da Serra e presidente do Sindicato dos Servidores da Assembleia Legislativa e do Tribunal de Contas do Espírito Santo (Sindilegis), Gildo Gomes, irmão do ex-deputado estadual Gilson Gomes, deixa um vazio no Poder Legislativo. Ele estava internado desde o dia 21 de março, em Cariacica, e seu quadro clínico apresentou piora, levando à intubação.

Gildo tinha 57 anos e deixa esposa e duas filhas, que também contraíram a doença, mas não foram hospitalizadas. Gildo atuou no Legislativo serrano entre 1997 e 2004. Ele era servidor efetivo da Assembleia Legislativa desde 1995 e conduzia o Sindilegis desde março de 2019. Antes de presidir o sindicato, foi diretor.

Conhecido pela habilidade como conduzia as pautas dos servidores junto à administração e com os deputados, Gildo era uma figura querida e respeitada entre os colegas e parlamentares. A notícia do seu falecimento causou grande tristeza e consternação entre todos na Casa.

Gildo sempre foi uma pessoa de coração grande querendo ajudar todo mundo sem prejudicar ou da forma mais pacífica possível. Era manso. Acho que, por ser presbítero, tinha esse dom de lidar com as pessoas”, afirma a vice-presidente do sindicato, Ana Flávia Azeredo.

O acontecimento também consternou o presidente da Assembleia, Erick Musso, que lamentou a perda de Gildo. “É com muita tristeza que recebi a notícia da morte do nosso amigo Gildo Gomes, servidor do Poder Legislativo e que atualmente presidia o Sindilegis-ES. Foi incansável na defesa dos direitos dos servidores, sempre atuante e atento aos anseios dos colegas. Gildo deixará saudade e será lembrado com muito carinho por todos nós. Aos familiares, meus mais profundos sentimentos e que Deus possa confortar o coração de todos“, declarou.

Uma pessoa muito querida, de valor, sempre disponível e acessível. Essa perda do Gildo, não só a família da Assembleia Legislativa, mas todos que tinham vínculo com ele ficam com essa perda irreparável. Que Deus o receba de braços abertos e conforte a família e amigos que vão sentir essa ausência”, afirmou o deputado Alexandre Quintino.

Para o deputado Alexandre Xambinho, “Gildo era um apaixonado pela Serra e tem uma história de luta em favor da população serrana, foi um parlamentar muito atuante. Deixa um legado para os servidores da Assembleia Legislativa, conquistou muitos benefícios nos últimos anos, vale destacar os 11,98%, luta da qual participou ativamente”.

Segundo a deputada Janete de Sá, “um guerreiro, defensor dos servidores. Sempre atento aos interesses, às necessidades, aos interesses da classe, (…) um amigo, um guerreiro gentil que precocemente nos deixa em decorrência dessa misteriosa e covarde doença”.

O procurador e presidente da Associação dos Procuradores da Assembleia Legislativa, Eduardo Rocha Lemos, também se manifestou: “Mais uma vítima desse terrível vírus. Agora o que ficam são as lições de amizade, companheirismo e de família, essa que ele sempre enfatizava ser o seu bem maior. Sua companhia irá fazer muita falta para todos os servidores da Assembleia. Que Deus conforte todos os seus amigos e, em especial, os familiares neste momento”.

PUBLICIDADE