Novo treinador capixaba

0
19

Quem assistiu ao jogo pela Copa do Brasil entre Corinthians e Retrô, de Pernambuco, viu à beira do gramado o técnico do time nordestino dirigindo a equipe de maneira tranquila e sem muito estardalhaço, mas poucos vão saber de que se trata de um capixaba. É o ex-goleiro Nilson, formado na base da Desportiva, hoje conhecido por Nilson Correa. Aos 45 anos, ele se destaca por ter conquistado títulos na divisão de acesso e agora começa a aparecer em nível nacional. Nilson saiu da Desportiva em 1995 e jogou no Vitória da Bahia, Santa Cruz, Náutico e com boas passagens no futebol de Portugal e do Irã. Foi convocado também para a Seleção Brasileira de base. Pelo jeito consciente e equilibrado de o time jogar e pelo sufoco que deu no Corínthians (apesar da eliminação nos pênaltis), Nilson demonstrou que tem bom futuro, quem sabe chegando ao nível do também treinador capixaba Humberto Louzer, campeão da Série B do Brasileiro de 2020 pela Chapecoense.

Rio Branco em campo

Na quarta-feira 07 o Rio Branco volta a campo, pela segunda fase da Copa do Brasil. Depois de eliminar o Sampaio Correia por 2 a 1, no Kleber Andrade, a equipe capixaba tem difícil compromisso contra o Vitória da Bahia, em Salvador, às 19h. O que mais preocupa é saber em que condição física estarão os jogadores após o surto de covid que atingiu o elenco depois da partida contra o Serra, pelo Capixabão. Além disso, o treinador Andre Visser pediu mais tempo para se recuperar da covid, o que representa uma baixa importante no comando do alvinegro.

Brasileiro Série D

O Rio Branco de Venda Nova do Imigrante e o Rio Branco Atlético Clube serão os representantes do futebol capixaba na Série D do Campeonato Brasileiro. Por ter sido vice-campeão estadual, o Rio Branco, de Vitória, precisa ainda jogar partidas de ida e volta com a equipe da Aquidauanense, do Mato Grosso, para tentar chegar à fase de grupos. Já o Rio Branco de Venda Nova, campeão de 2020, vai direto para essa fase principal, enfrentando dentro da chave, em jogos de ida e volta, Caldense, Uberlândia, Tombense e Patrocinense, de Minas Gerais; Ferroviária de Araraquara (SP); Águia Negra, do Mato Grosso do Sul; e o vencedor da fase preliminar.

Mundial de Futebol 7

O Serra Futebol 7, dirigido pelo treinador Maurição, será o representante do Espírito Santo no Campeonato Mundial da modalidade, a ser realizado no México, a partir do dia 20 deste mês. Pelo trabalho que vem sendo realizado para a disputa, o artilheiro Yuri acredita que os capixabas podem ter mais um campeão do mundo. “Só trabalhar igual a gente vem trabalhando, que Deus irá nos abençoar com o título. E vamos com tudo pra trazer esse mundial pro Brasil mais uma vez”, enfatiza.

Movimento na Sesport

Duas nomeações aconteceram na secretaria estadual de Esportes: para o cargo de subsecretário foi designado o ex-deputado estadual Sandro Locutor, e para subsecretário de assuntos administrativos assume Lindomar Gomes, da Federação de Ciclismo. A Sesport também comunicou que foi prorrogado até 23 deste mês o prazo para inscrição no programa Bolsa-Atleta, que destina verbas para atletas de alto rendimento e com resultados em competições estaduais, nacionais e internacionais, incluindo o para-desporto.

Fontana e Pelé

A Coluna mostra a foto de jogadores da Seleção Brasileira que participavam de uma das fases de treinamentos para a Copa do Mundo na Inglaterra, em 1966. O flagrante é de uma caminhada dos atletas pela calçada até a clínica onde fariam exames médicos, no Rio de Janeiro. Da esquerda para a direita aparecem Pelé, Flávio, Bellini, o zagueiro capixaba Fontana, Orlando e o jornalista Sérgio Barbalho. Reparem os cigarros nas mãos de Flávio e Fontana. Para aquela Copa, Fontana não foi relacionado na lista final pelo técnico Vicente Feola, mas quatro anos depois, com Zagalo no comando, ele seria tricampeão mundial, no México, e é até hoje o único capixaba a conquistar esse troféu.

PUBLICIDADE