Centro de Especialidades contará com sistema de ar-condicionado

O novo sistema terá investimento de R$ 1.895.774,02, com prazo de conclusão de 180 dias

0
14
A Ordem de Serviço foi assinada na manhã de hoje 31 pelo prefeito Lorenzo Pazolini, acompanhado da vice-prefeita, Capitã Estéfane; da secretária de Saúde, Joanna De Jaegher; do secretário de Obras, Gustavo Perin; e de outras autoridades (Foto: Carlos Antolini)

Por Jucilene Borges
Após seis anos sem funcionamento pleno, o Centro Municipal de Especialidades (CME), da secretaria de Saúde de Vitória, terá um novo sistema de ar-condicionado e será totalmente climatizado. A Ordem de Serviço foi assinada na manhã de hoje 31 pelo prefeito Lorenzo Pazolini, acompanhado da vice-prefeita, Capitã Estéfane; da secretária de Saúde, Joanna De Jaegher; do secretário de Obras, Gustavo Perin; e de outras autoridades. O novo sistema terá investimento de R$ 1.895.774,02, com prazo de conclusão de 180 dias.

O novo sistema de ar-condicionado contribuirá para melhorar o atendimento à população, além de garantir um ambiente mais acolhedor aos servidores. Mas o benefício aqui não será só a climatização. É, principalmente, a dignidade para cada um executar com ainda mais afinco e mais amor o seu trabalho no dia a dia. Cuidar de quem cuida de gente é muito mais difícil. Sempre quando posso, quero levar o melhor para todos, a melhor estrutura, os melhores equipamentos, porque nós já temos os melhores profissionais, os mais dedicados, os mais esforçados. Esse investimento de quase R$ 2 milhões é para que tenhamos uma potência ainda maior, uma condição melhor de trabalho e para reafirmar o meu compromisso com a saúde pública de qualidade“, destacou o prefeito Lorenzo Pazolini.

Atendimentos
Somente no Centro de Especialidades, realizamos mais de 5.500 atendimentos por mês. São oferecidas à população 18 especialidades médicas como acupuntura, alergista, cardiologia, dermatologia, endocrinologia, entre outras. Com esse novo sistema de ar-condicionado, iremos melhorar a qualidade nos atendimentos, além de proporcionar o bem-estar de servidores e também dos pacientes. É um investimento que irá beneficiar toda a população aqui atendida“, disse a secretária de Saúde de Vitória, Joanna De Jaegher.

Quando chegamos nesta gestão, o prefeito colocou essa obra como prioridade. Quando assumimos, por conta da pandemia, esse serviço estava praticamente sem atendimento presencial. Mas, desde 2016, os servidores e pacientes vêm sofrendo com esse problema. Vimos que o sistema instalado aqui não tinha mais condições de recuperação. E, muito mais importante que a obra física, é o alcance e bem-estar que esse novo sistema irá proporcionar aos moradores de Vitória“, disse o secretário de Obras, Gustavo Perin.

Plano Vitória
A intervenção faz parte do Plano Vitória, com investimentos de R$ 1 bilhão, até 2024, anunciado pelo prefeito Lorenzo Pazolini em setembro. O Plano Vitória é fruto do ajuste fiscal e financeiro realizado pela atual gestão e prevê ações em educação, saúde, infraestrutura, mobilidade, urbanização, habitação, equipamentos esportivos e culturais e tecnologia.

Sistema
No CME, será instalada uma nova central de ar-condicionado, conhecida como VFR (fluxo de refrigerante variável). É um sistema central multi-split, com a possibilidade ter variados modelos de unidades internas conectadas a uma única ou a um conjunto de unidades externas. “O sistema atual foi instalado por ocasião de sua inauguração, em 2012, e com o tempo o sistema perdeu a eficiência e parou de funcionar quase que em todo o prédio. Agora, nossos servidores e pacientes terão um ambiente adequado para os atendimentos, com humanização e dignidade, além de outros serviços que iremos trazer para ampliar nossa oferta de especialidades aos munícipes. Estamos muito gratos com mais essa conquista“, disse o diretor do CME, Rodrigo Buback Covre.

Suas características principais são: alta eficiência energética o que resulta em menor consumo; possibilidade de variados modelos de unidades internas em um mesmo sistema; longas distâncias possíveis entre os equipamentos; alto nível de controle e automação; baixo nível de ruído e alta durabilidade.

Para o Centro Municipal de Especialidades (CME) foi escolhida a versão de um conjunto de 16 unidades externas (condensadoras) conectadas a 190 unidades internas (evaporadoras). Estão previstas no contrato a revisão de toda a instalação elétrica necessária para manter o equipamento operando e as reformas nas paredes e tetos onde serão instaladas as unidades internas.

CME
No Centro Municipal de Especialidades são oferecidas à população 18 especialidades médicas, como acupuntura, alergista, cardiologia, dermatologia, endocrinologia, gastroenterologia, hematologia, homeopatia, nefrologia, neurologia, oftalmologia, ortopedia, otorrinolaringologia, pequena cirurgia, pneumologia, mastologia, pré-natal de alto risco e ginecologia geral.

São cinco especialidades odontológicas: cirurgia Buco Maxilo, Endodontia, Periodontia e prótese dentária, com laboratório próprio para confecção de próteses dentárias e oferecer RX periapical. Além de atendimentos médicos e odontológicos, possui uma clínica de Fisioterapia, Terapia Ocupacional e Nutrição. Também são ofertados exames de espirometria e eletrocardiograma no Centro Municipal de Especialidades de Vitória.

O CME é composto por cinco andares, com mais de 65 consultórios, tendo à disposição 180 profissionais, desde especialistas, equipe de Enfermagem, Administrativos, Higienização e vigilantes. Com a integração ensino-serviço garantida pelo SUS, o CME acolhe, por meio de parceria com as instituições de ensino Multivix e UVV, mais de 270 estudantes ao longo da semana.

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui