ArcelorMittal será pioneira na utilização de água de reúso de esgoto sanitário

A aquisição será feita por contrato de 25 anos, podendo ser renovado, reduzindo a demanda da usina pela água captada no Rio Santa Maria da Vitória, disponibilizando assim maior volume do recurso para a sociedade

0
26
Foto: Divulgação

A Cesan e a ArcelorMittal Tubarão assinaram um Termo de Compromisso inédito no Espírito Santo. O acordo pioneiro prevê a compra mensal para fins industriais, pela produtora de aço, de 540 m³/h (150 l/s) de água de reúso de esgoto sanitário, proveniente de efluentes da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) da Cesan. A aquisição será feita por contrato de 25 anos, podendo ser renovado, reduzindo a demanda da usina pela água captada no Rio Santa Maria da Vitória, disponibilizando assim maior volume do recurso para a sociedade.

A ação está integrada ao projeto lançado pelo Governo do Estado, o Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) para tratamento de esgotos sanitários para fins de reúso industrial, cujo objetivo é firmar parceria com grandes empresas para a contratação de um novo sistema de tratamento em substituição ao da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Camburi.

O objetivo do PMI é construir uma nova estação de tratamento de esgoto sanitário, tecnologicamente mais moderna e eficiente, em área menor que a ocupada hoje no sítio aeroportuário, também com capacidade de fornecimento de água de reúso para fins industriais. O processo da Cesan de contratação da empresa que investirá na planta será feito por licitação.

O Termo de Compromisso a ser firmado prevê ainda a doação, pela ArcelorMittal Tubarão, de uma área de 11 mil metros quadrados, na região do bairro São Geraldo, em Serra, para a construção da nova ETE. Serão construídas uma Estação de Tratamento de Esgoto e uma Estação Elevatória de Esgoto Bruto de Camburi até o Polo Industrial da Serra, e serão desativadas e aterradas as lagoas da Estação de Tratamento de Camburi. Serão beneficiados 150 mil habitantes dos bairros Hélio Ferraz, Manoel Plaza, Rosário de Fátima, Eurico Salles, Carapina I e Bairro de Fátima. O investimento é de R$ 130 milhões, com início das obras em 2023 e prazo de execução de 24 meses.

PUBLICIDADE