Ampliação da Terceira Ponte com ciclovia prevista para abril

O Consórcio Ferreira Guedes (MetalVix) já iniciou os serviços de execução com a aquisição de material e montagem de canteiro

0
14
A terceira ponte terá duas ciclovias, seis faixas para veículos e barreira de três metros para evitar suicídios

Com prazo para conclusão em três anos, ao custo de R$ 127 milhões, o governador Renato Casagrande anunciou para abril o início das obras para a ampliação de capacidade e implantação de ciclovia da ponte Darcy Castelo de Mendonça (terceira ponte), que liga Vitória a Velha.

O Consórcio Ferreira Guedes (MetalVix) já iniciou os serviços de execução com a aquisição de material e montagem de canteiro. O projeto contempla ciclovias, mais duas faixas, barreira de proteção de prevenção a suicídios e até um mirante, com previsão de até seis meses para concluir a fase dos projetos. A conclusão da obra está prevista para daqui a três anos.

Além da ciclovia, a Terceira Ponte ganhará mais uma faixa em cada sentido, ficando com seis faixas no total. A expectativa é que a capacidade de fluxo de veículos seja aumentada em torno de 40%. Hoje, a ponte possui quatro pistas, sendo duas em cada sentido.

Para a inclusão das novas faixas, as pistas existentes ficarão mais estreitas e as proteções central e laterais também serão estreitadas. As pistas laterais serão para uso exclusivo de transporte coletivo e passarão a ter 3,10 metros cada uma. Já as pistas do meio serão destinadas para automóveis e terão 2,80 metros cada uma. Duas delas – uma em cada sentido – serão exclusivas para ônibus, caminhões e táxis.

A obra também incluirá duas ciclovias, uma em cada sentido, que serão interligadas à malha cicloviária de Vila Velha e Vitória. A faixa para ciclistas ficará abaixo da visibilidade dos automóveis que passarem pela ponte. Ao lado dela haverá uma grade antiescalada para a proteção, com altura de 3 metro que, segundo o governo, não atrapalhará a vista da Baía de Vitória. Próximo ao vão central, a ciclovia terá um alargamento de seis metros de largura e funcionará como um mirante. Neste ponto, parte da grade será substituída por vidro, para que as pessoas tenham ampla visão da paisagem.

PUBLICIDADE