AMJAP e Ifes formam grupo de estudos sobre uso dos galpões do IBC

As conversas entre AMJAP e IFES começaram ainda no ano passado

0
17
Foto: Divulgação

Com a cessão, pela secretaria de Patrimônio da União no Estado (SPU-ES), dos galpões do Instituto Brasileiro do Café (IBC), em Jardim da Penha, ao Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), o coordenador da Associação dos Moradores do bairro (AMJAP), Ângelo Delcaro, se reuniu na quinta-feira 29 com o Reitor da instituição de ensino, Jadir Pela, para conversar a respeito das futuras instalações da instituição.

As conversas entre AMJAP e IFES começaram ainda no ano passado, quando Ângelo ocupava a coordenação geral, de lá para cá uma série de ações foram realizadas para que a comunidade fosse ouvida e contemplada com algum benefício em relação ao espaço dos galpões.

O Reitor afirmou que o Ifes ouvirá atentamente a comunidade e não medirá esforços para que o projeto abrace algumas demandas do bairro. Além disso, Jadir afirmou que o IFES está de portas abertas para os moradores e AMJAP, e convidou Delcaro para integrar um grupo de estudos a respeito da implantação do Ifes em Jardim da Penha.

Do total de 33 mil m², 23 mil m² foram cedidos à instituição de ensino pela SPU-ES por um prazo de 20 anos. A Cessão em Condições Especiais, constando o prazo de posse, será assinada no final deste mês. O Ifes informou que o projeto para o local contempla a instalação da Reitoria; do Centro de Referência em Formação e em Educação à Distância (Cefor); de um Centro Tecnológico, que abrigará o Polo de Inovação; de sua Agência de Inovação (Agifes); da Incubadora, além de laboratórios multiuso e um espaço maker. O Ifes prevê economizar mais de R$ 3 milhões anuais, hoje utilizados para aluguel de outros imóveis.

PUBLICIDADE