Aluna da rede municipal recebe medalha da OBA

A aluna da UMEF Ricardina Stamato da Fonseca, Melissa Cardoso começou a estudar em casa para a prova, em setembro do ano passado

0
99
A secretária de Educação de Vila Velha, Fabiana Kauark, a estudante Melissa Cardoso e o prefeito Arnaldinho Borgo. Foto: Adessandro Reis

A estudante Melissa Cardoso, de oito anos, recebeu a medalha de prata da 23ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA). A entrega foi no gabinete do prefeito Arnaldinho Borgo; com presença da secretária de Educação, Fabiana Kauark.

A aluna da UMEF Ricardina Stamato da Fonseca começou a estudar em casa para a prova, em setembro do ano passado. A inspiração veio da irmã mais velha, Alissa Cardoso, que já havia participado de outras edições da Olimpíada. As duas aproveitaram a quarentena para se dedicarem aos estudos, transformando o aprendizado num momento divertido entre família.

A secretária Fabiana Kauark reforçou a importância desse resultado para a cidade e o apoio familiar e da escola. “É muito importante para toda a rede, pois mostra que quando se tem incentivo da família e da escola, nós formamos cientistas desde pequenininhos. E ser cientista é ser aquele que constrói na sala de aula, aquele que demanda ações, que se sente aquele ser que transforma”, declarou.

A mãe, Francieni Cardoso, ficou muito orgulhosa da filha e emocionada com a entrega da medalha. “Foi gratificante o reconhecimento do prefeito e da secretaria de Educação. Podia ter sido entregue só na escola ou em casa, mas a cerimônia e a participação deles foram muito bacanas. Eu fiquei muito orgulhosa e Melissa se sentiu ainda mais incentivada a fazer outras provas”, disse.

Assim como Melissa, todos os estudantes de escolas públicas ou privadas, do 1º ano do Ensino Fundamental até o último ano do Ensino Médio, podem participar da Olimpíada. A participação dos alunos e o incentivo é muito importante para a construção de uma Vila Velha melhor, como ressaltou Arnaldinho Borgo. “Acreditem, o estudo é o único caminho da transformação, para de fato colocar nossas crianças num futuro melhor”, afirmou.

PUBLICIDADE